Como fazer uma mudança de vida para melhor

Como fazer uma mudança de vida para melhor

Olá, como você está? Fernando Trevisan por aqui!

É muito provável que você conheça alguém que queira viver uma mudança de vida, certo?!

Talvez seja um amigo ou parente que sempre fale sobre o que deseja realizar, mas parece que não consegue sair do lugar.

(Essa pergunta, inclusive, foi trazida para mim recentemente no Instagram… você já me segue por lá?)

Ou talvez seja você mesmo neste lugar, de querer fazer algo novo da sua vida, e não conseguir promover uma mudança realmente relevante…

O fato é que a mudança de vida pode talvez acontecer quando menos se espera, ou você próprio pode começar este processo de mudança de vida agora mesmo.

Quer saber como? Vamos explorar este processo juntos.

Onde você está?

Como fazer uma mudança de vida para melhor olhando seu mapa

O primeiro aspecto essencial para você começar uma jornada de mudança na sua vida é entender e desenvolver clareza sobre o que você quer para a sua vida.

E talvez você já tenha um nível um pouco mais alto de clareza sobre o que você deseja, e os resultados que quer alcançar – ou talvez você esteja em um nível mais subliminar, simplesmente entendendo que existe algo de errado, ou que poderia ser melhor.

O grande ponto sobre qualquer processo de mudança de vida é justamente de encarara este mapa da sua vida, e avaliar exatamente onde você está.

Uma metáfora que podemos pensar sobre isso é de quando nós vamos à um shopping, e existem aqueles totens com um mapa do shopping, e uma seta dizendo “você está aqui!”.

A nossa vida é um grande mapa da nossa história, e se você pensar na sua história como uma jornada, você consegue identificar onde você está.

É isso que nós chamamos de clareza – é o reconhecimento de onde você está.

Outro exemplo disso é imaginar que estivéssemos conversando agora mesmo, e você me perguntasse:

“Fernando, a quantos quilômetros eu estou de Manaus?”.

É impossível eu saber, já que eu não sei onde você está!

Portanto, nenhuma jornada de mudança de vida deve começar sem partir do princípio, que é saber onde você está dentro da sua própria história e de seus próprios resultados até aqui.

Lembre-se: nunca vamos começar do “zero à zero” – você já tem uma história que nós precisamos honrar e respeitar.

O que você quer para a sua vida?

Como fazer uma mudança de vida para melhor decida o que você quer

Agora que você já conseguiu refletir sobre o seu momento atual, que é o seu ponto de partida para a nossa história juntos, é o momento de pensar sobre onde você quer chegar na sua mudança de vida.

E a pergunta que desenvolvemos para isso é:

“O que você quer para a sua vida?”

Aqui nós podemos acabar pisando em alguns terrenos bastante perigosos.

O primeiro deles é a comparação.

No mundo que nós vivemos hoje, com as redes sociais, a comparação é a verdadeira doença que está atingindo as pessoas.

É muito simples e rápido para nós pegarmos o celular, e mergulhar em qualquer rede social, olhando “a vida” das pessoas públicas que estão ali, e entrar no modo comparativo.

E algo importante para entender sobre a comparação é que a comparação sempre é injusta.

Quando você olha a vida de outra pessoa, e coloca ao lado da sua vida, você está sentido desrespeitoso consigo mesmo, e até com a pessoa que está sendo alvo de comparação.

Afinal, pense nisso:

  • Você conhece TODA a história da pessoa com a qual está se comparando? Você entende os desafios e oportunidades que essa pessoa teve?

Acredite, você nunca conhecerá a história toda – e é por isso que a comparação é injusta.

Quer fazer uma comparação positiva – eu vou te ensinar:

Vá ao espelho, e se compare com você mesmo.

  • Onde você chegou, comparando com onde você estava há um ano atrás?

“Mas Fernando, um ano é pouco!”

Eu acredito que um ano, para uma pessoa com seu potencial liberado, é o suficiente para ela gerar uma mudança de vida de 360 graus.

Agora, essa pessoa que evolui só tem uma base de comparação: ela mesma.

E vamos continuar o assunto.

O que você REALMENTE quer?

Como fazer uma mudança de vida para melhor o que você realmente quer homem pensando

Quase como uma continuidade da comparação, nós chegamos ao segundo pilar da qual vamos falar, que são as expectativas.

Talvez você esteja desejando viver uma mudança de vida, baseado nas expectativas de onde você acha que deveria estar com a sua vida…

Veja, todos nós temos um plano desenhado durante a nossa vida, e que não tem relação direta com a nossa missão de vida.

(* Inclusive, eu criei um artigo ótimo falando sobre missão de vida, que você deve conferir logo depois dessa nossa conversa, ok?! )

Este plano desenhado é o que nós vamos aprendendo que a vida deve ser – e parte disso nós adotamos dos nossos pais, da cultura da nossa família e do nosso ambiente social.

Então talvez você seja uma criança que cresceu numa família de médicos, e tudo que se falava nessa família era medicina, e continuamente você foi recebendo este reforço mental de que a vida é ser médico.

E estamos levantando aqui a situação de profissão – mas isso envolve todas as diversas áreas da nossa mudança de vida.

  • Agora, imagine: quantos cantores, atletas, atores, jogadores e tudo mais podem ter se tornado médicos, por causa de seus reforços contínuos de expectativas sobre a vida?

Você entende isso?!

Quantas pessoas que poderiam ser cantores incríveis, por exemplo, foram desestimulados, por acreditar que o caminho da própria família era o único caminho, ou até desestimulados de fato, quando seus pais diziam que “essa coisa de música é bobagem!”.

Tudo isso também faz parte da nossa carga emocional – e deve ser considerada nessa grande equação, que somos nós mesmos.

E isso é totalmente ruim? Não, podemos ter pessoas que vivem bem com isso, em um nível 10 de profissão – mas que, talvez, se manifestassem seu pleno potencial, seriam profissionais nota 1.000.

A verdadeira mudança de vida

Como fazer uma mudança de vida para melhor verdadeira homem pronto para mudar

Portanto, existem as camadas de expectativas colocadas sobre você, durante a sua história – e mais a carga de comparação a qual nós aprendemos a conviver.

E como nós podemos nos livrar disso, para viver uma verdadeira mudança de vida?

A resposta é: desenhar um modelo de vida baseado no seu potencial pleno.

Potencial pleno é o que nós podemos chamar de propósito de vida, que é a regulação de nossa forma de viver, baseada em nossa identidade fundamental.

Você, hoje, pode pensar que você é este conjunto de fatores da sua criação.

Mas, por baixo dessas “camadas de verniz”, existe uma identidade só sua, e que é capaz de exercer todo o seu potencial, vivendo o que nós podemos chamar de uma vida verdadeiramente extraordinária.

“E como chegar nessa identidade? É simples?”

Digamos que é simples, mas não é fácil.

Este exemplo que usamos de “camadas de verniz” não foi a acaso.

Imagine que por trás de todas as camadas de tinta de tudo que foi colocado sobre você, existe uma madeira magnífica, que é essa sua identidade.

Contudo, a única forma de fazer essa madeira aparecer é se livrando das camadas de tinta.

Portanto, é um processo, e definitivamente algo que não conseguiríamos explicar em um único conteúdo.

Mas se trata justamente do que nós fazemos nos nossos treinamentos presenciais.

Você é um ser de possibilidades infinitas – Mas só conseguirá viver isso, quando começar o seu próprio processo.

Em resumo, comece pequeno. Comece por olhar a vida que você tem, e livre de comparação ou expectativas, pense no quanto você poderia fazer ou viver.

Essa chave está dentro de você, pronta para ser acessada. Dê este primeiro passo, e os próximos passos vão se desenrolar para você.

E conte com a família Signa para te ajudar neste processo.

Um abraço,

Fernando Trevisan

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.